Notícias

Novo ciclo do petróleo pode gerar receitas de R$ 56 bi

Novo ciclo do petróleo pode gerar receitas de R$ 56 bi

A alta de 42% no preço do barril de petróleo nos últimos 12 meses e a reorganização do setor, provocada pelo fim da exclusividade da Petrobras como operadora da camada pré-sal, estão estimulando um novo ciclo de investimento no país, desta vez com participação relevante de empresas privadas. A União, junto com os Estados e municípios onde se localizam os principais centros produtores, deve arrecadar, neste ano, R$ 56 bilhões entre royalties, participações especiais e nos leilões de áreas de exploração, segundo projeções do governo e do Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE).

No caso dos royalties e participações especiais, a expectativa é que a receita chegue a R$ 37,521 bilhões, um incremento de 23,3% em relação a 2017, mais que o dobro do que foi distribuído em 2016. Adriano Pires, diretor do CBIE, informou que as projeções consideram preço médio do barril em US$ 63,36 - ontem, o tipo Brent fechou cotado a US$ 74,71. "Há quem diga que o preço chegará a US$ 80, o que pode elevar ainda mais o valor de distribuição de royalties", observou Pires.

Os cálculos consideraram dólar médio a R$ 3,29, variável que também mudou nos últimos dias, favorecendo o setor de petróleo - ontem, a moeda americana encerrou o dia cotada a R$ 3,45. A incerteza eleitoral e as tensões geopolíticas envolvendo Estados Unidos, Rússia, China e Síria podem provocar novas desvalorizações do real até o fim do ano.

Para Adriano Pires, as boas perspectivas do setor petrolífero não se limitam a 2018. A tendência é que o ciclo de investimentos dure pelo menos cinco anos. "Tudo leva a crer que teremos um novo boom de royalties no Brasil", diz ele.

A produção deve avançar nos campos de pré-sal, que hoje já respondem por 50% do óleo produzido no Brasil. Isso deve permitir a distribuição de royalties para outras regiões. "No Rio, por exemplo, a tendência é que a maior distribuição de royalties se desloque dos municípios de Macaé e Campos para os de Maricá e Niterói", prevê o diretor do CBIE.

FONTE: Portos e navios

Search

Mais Lido

ubm white new

   Conectando pessoas e o mercado global

 

UBM: uma das maiores empresas do mundo em mídia de negócios

Nos mais de 30 países onde realiza seus eventos, a UBM constrói relacionamentos duradouros com especialistas e players do mercado e gera oportunidades que alavancam e fomentam o desenvolvimento da indústria local em âmbito global. Ler Mais

 

Filiada à     

 ubrafe branco

Newsletter

entrada invalida
entrada invalida
entrada invalida
entrada invalida
Entrada Inválida
Entrada Inválida
Entrada Inválida