Notícias

Redução no risco cambial

O secretário do PPI (Programa de Parcerias e Investimentos), Moreira Franco, disse que o governo estuda mecanismos para reduzir o risco cambial nos novos contratos de concessões.

Segundo ele, o estudo está sendo elaborado por equipes do Banco do Brasil, da Caixa e do BNDES, que serão os responsáveis por financiar os investimentos.

"Estamos mobilizando companheiros do BB, da Caixa e do BNDES para enfrentar a questão cambial [nos contratos]", disse ele, em palestra para executivos do setor de petróleo na feira Rio Oil & Gas.

Em entrevista após a palestra, ele disse que o objetivo é evitar impacto abrupto nas tarifas de desvalorizações cambiais.

O secretário não quis, porém, antecipar como serão os mecanismos. "Ainda estão sendo avaliados", justificou.

Ele frisou, porém, que a ideia não é criar indexações, o que poderia aumentar o risco de impacto inflacionário.

Moreira Franco disse que o tema entrou na pauta após as viagens à Inglaterra e ao Japão para vender o pacote de concessões do governo.

Em sua palestra, ele voltou a defender a PEC 241, do teto dos gastos públicos, e a reforma da previdência. "Se não controlarmos [a questão fiscal] agora, podemos ter um descontrole parecido com o que ocorreu em outros países, sobretudo na Grécia", afirmou.

O secretário do PPI reforçou também o esforço do governo para tomar medidas para destravar os investimentos em petróleo, segundo ele um dos setores que podem contribuir com a retomada da geração de emprego no país.

Fonte: Portos e Navios

Search

Mais Lido

ubm white new

   Conectando pessoas e o mercado global

 

UBM: uma das maiores empresas do mundo em mídia de negócios

Nos mais de 30 países onde realiza seus eventos, a UBM constrói relacionamentos duradouros com especialistas e players do mercado e gera oportunidades que alavancam e fomentam o desenvolvimento da indústria local em âmbito global. Ler Mais

 

Filiada à     

 ubrafe branco

Newsletter

entrada invalida
entrada invalida
entrada invalida
entrada invalida
Entrada Inválida
Entrada Inválida
Entrada Inválida