Notícias

Investimentos japoneses

shutterstock 440400763

O Porto de São Francisco do Sul tem o maior silo de concreto do país, com capacidade para armazenar 25 mil toneladas de grãos. A empresa Terlogs Terminal Marítimo, do grupo japonês Marubeni, aumenta sua capacidade de armazenagem e de operações e amplia os investimentos no Porto. A inauguração das estruturas aconteceu nesta quinta-feira, 13, e contou com a presença do ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, e do secretário de Estado da Agricultura e da Pesca, Moacir Sopelsa, além de executivos do grupo Marubeni.

Ao todo são três novos silos da Terlogs em São Francisco do Sul, com capacidade estática para armazenar 70 mil toneladas de grãos. Com as construções, a empresa amplia sua capacidade de armazenagem para 180 mil toneladas, diminui o fluxo nas rodovias e melhora o ritmo dos embarques.

Segundo o secretário Moacir Sopelsa, a iniciativa fortalece o agronegócio brasileiro, além de trazer mais renda para o estado já que as exportações de soja e milho, produzidos no Paraná e no Mato Grosso, serão escoadas pelo terminal catarinense. “Investimentos como o feito pela Terlogs ajudam a consolidar o agronegócio em Santa Catarina porque tornam o Porto de São Francisco do Sul mais competitivo, oferecendo melhores condições para o embarque de cereais”, destacou Sopelsa, ao representar o governador Raimundo Colombo.

Para o ministro Maggi, a mudança na legislação dos portos, contribuiu na logística, porque permitiu que a iniciativa privada pudesse aplicar no setor. “A minha vinda é para trazer o compromisso do presidente Michel Temer de que estaremos olhando para as importações e mercado de exportação e vamos minimizar as questões de legislação. Precisamos ser mais práticos e mais ágeis porque o mercado mundial não espera”, reiterou o ministro da Agricultura.

Durante a solenidade, Maggi elogiou ainda a gestão da agricultura no Estado. “Santa Catarina é um exemplo de agricultura não só pela presença dos portos, mas pela cultura de produção diversificada. Tem sistema de sanidade animal reconhecido pelo mercado mundial e Santa Catarina tem acesso a mercados que os demais Estados não tem a exemplo, de bovinos e suínos. Acabamos de negociar a abertura do mercado da Coreia do Sul para Santa Catarina, exclusivamente. Eles deverão vir aqui 16 para fazer as vistorias e logo depois liberar a exortação”.

Em 2015, o Porto de São Francisco do Sul exportou cerca de 7,5 milhões de toneladas de produtos a granel. A empresa Terlogs responde por 54% de toda exportação de grãos do terminal, um total de quatro milhões toneladas de soja e milho por ano. Segundo o CEO do Terlogs, José Kfuri, o novo investimento do grupo Marubeni amplia as operações de soja e contribui também para o reforço de outras cargas. “Estamos seguros de que esta iniciativa irá alavancar a economia local e levará a um aumento da capacidade de exportação do Brasil”.

Terminal Graneleiro de São Francisco do Sul

O Terminal Graneleiro de São Francisco do Sul, onde está instalada a empresa Terlogs, é responsável por boa parte das exportações de grãos do país e atende as principais empresas exportadoras de soja, farelo de soja e milho. O Terminal é administrado pela Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc), empresa vinculada à Secretaria da Agricultura e da Pesca.

Fonte: Portos e Navios

 

Search

Mais Lido

ubm white new

   Conectando pessoas e o mercado global

 

UBM: uma das maiores empresas do mundo em mídia de negócios

Nos mais de 30 países onde realiza seus eventos, a UBM constrói relacionamentos duradouros com especialistas e players do mercado e gera oportunidades que alavancam e fomentam o desenvolvimento da indústria local em âmbito global. Ler Mais

 

Filiada à     

 ubrafe branco

Newsletter

entrada invalida
entrada invalida
entrada invalida
entrada invalida
Entrada Inválida
Entrada Inválida
Entrada Inválida