Notícias

Tecon Rio Grande soma conquistas e resultados

Tecon Rio Grande soma conquistas e resultados

O Tecon Rio Grande, empresa do Grupo Wilson Sons, desde 1997, quando venceu a licitação do governo do Estado para administrar o terminal de contêineres do Rio Grande, já recebeu mais de US$ 250 milhões de investimentos em infraestrutura, equipamentos, softwares de gestão e operacionais, além de aplicar recursos em treinamento e qualificação profissional, que fizeram dele um dos terminais mais automatizado do País.

Hoje, o terminal de contêineres do Rio Grande atende mais de três mil importadores e exportadores e recebe as principais linhas que escalam o País, oferecendo serviços a todos os trades do mundo por meio de 19 armadores. Para o diretor-presidente do Tecon Rio Grande, Paulo Bertinetti, o terminal registou em duas décadas importante evolução e aposta ainda mais no futuro, na busca de mais produtividade, novas tecnologias e eficiência na operação.

E os mais recentes resultados comprovam os esforços realizados e os constantes investimentos. De janeiro a novembro de 2017, o Tecon Rio Grande teve crescimento de 17% na movimentação de novas cargas (contêineres), quando comparado ao mesmo período 2016. Ao todo, foram movimentados 7.606 contêineres (cntrs) no acumulado de 2017 ante 6.495 cntrs em 2016.

Entre as principais cargas movimentadas estão fertilizantes, toras de madeira e grãos. Somente a exportação de toras, teve uma alta recorde de 86%, sendo movimentados 2.581 cntrs, 1.190 cntrs a mais do que em 2016. A mercadoria é vendida para países do Extremo Oriente, entre eles China, Coreia do Sul, Coreia do Norte, Japão e Taiwan. Entre os fatores que impulsionaram esse resultado está a implantação do projeto de estufagem de toras desenvolvido pelo Tecon Rio Grande. Ao chegar ao terminal, as toras são medidas, certificadas, passam por tratamento térmico de fumigação e, depois, são estufadas nos contêineres.

Outro destaque em 2017, o segmento de grãos, teve crescimento de 41% no acumulado de 2017 em relação a 2016. Houve movimentação de 720 cntrs entre janeiro e novembro de 2017. Em igual período em 2016, foram movimentados 509 cntrs. Já a importação de fertilizantes também teve aumento de quase 20% no acumulado de 2017, em comparação aos mesmos meses de 2016. De janeiro a novembro de 2017, foram movimentados 1.694 cntrs contra 1.355 cntrs no mesmo período do ano anterior.

"Os resultados nos motivam a seguir buscando cargas não convencionais para ampliar nossos volumes e deixar o Terminal cada vez mais atrativo. Todos esses investimentos, em especial, nos últimos dois anos, têm possibilitado garantir maior eficiência, custos competitivos e segurança para os clientes", acrescenta Bertinetti.

Na rota das maiores linhas marítimas que escalam o Brasil, o Tecon se projeta, hoje, como a principal porta de entrada e saída de mercadorias do Estado. Em 2016, o volume de exportações da empresa já havia crescido cerca de 6% em relação ao ano anterior, desta vez com destaque para a movimentação de celulose, sucata, utensílios domésticos e móveis. - Jornal do Comércio

FONTE: Jornal do Comércio

ubm white new

   Conectando pessoas e o mercado global

 

UBM: uma das maiores empresas do mundo em mídia de negócios

Nos mais de 30 países onde realiza seus eventos, a UBM constrói relacionamentos duradouros com especialistas e players do mercado e gera oportunidades que alavancam e fomentam o desenvolvimento da indústria local em âmbito global. Ler Mais

 

Filiada à     

 ubrafe branco

Newsletter

entrada invalida
entrada invalida
entrada invalida
entrada invalida
Entrada Inválida